terça-feira, 13 de setembro de 2011

“A POESIA PARA FERNANDO” (ou “A Poesia de Fernando")


Foi sentado no onibus, que tudo aconteceu,

Sentindo de forma agradavel, enquanto olhava ao nascente
O Sol, que me envolvia completamente, como num abraço,
Ele se desenhava ao meu lado como uma pintura, perfeita, bela.
Coloco os fones no ouvido, e quando menos espero, ele senta ao meu lado,
O Fernando.
Conversa, brinca, desenha quadros em minha mente, canta...
Poucas vezes senti tão agradavel sensação, na verdade, a muito não sentia,
A poesia prevalecia,
Arte,
Beleza,
Encanto...
E quando olho no seus olhos, ele começa,
Pinta-me como palhaço,
“Homem pintado com piadas...”
E sorrindo deixo que no toque suave do maquiador
A tinta se espalhe no meu rosto,
Sorriso eterno estampado/pintado na face, beleza,
A poesia encanta,
Feitiçaria perfeita,
A vida nascendo em palavras,
E é nesse momento, que sem ao menos esperar,
Espontanea,
Intrometida,
Uma lágrima desce pelo meu rosto,
Mas não de tristeza,
De emoção diante da beleza, da perfeição, da arte...
E é numa antropofagia perfeita que sinto tudo envolver-me
Fazer parte de mim.
Outra lágrima desce desmanchando a maquiagem,
Mas não consegue desfazer o sorriso desenhado no rosto...

Clarence Santos
“Texto inspirado na Musica ‘Eu não sei na verdade quem eu sou’ de Fernando Anitelli do Teatro Mágico.”

5 comentários:

Anne Benevides - @nnezinh@ disse...

Adorei! Não conheço a canção, mas seu texto me fez lembrar de um conceito literário que se aplica direitinho em seus versos. Isso é Mímese pura!É um olhar delicado aos detalhes que importam na vida.
Para Platão, a arte, sob o prisma mimético, dizia respeito às opiniões e às aparências representadoras do mundo dito real. Segundo esta concepção, portanto, a mímese representa a imitação das aparências (da realidade). Já Pessoa diz: "Um poeta é antes de tudo um fingidor..." Ficou lindo. Parabéns!

Julio Dario disse...

Velhoooo mais que beleza de saber que pessoas tambem compartilham minhas lagrimas quando escutam essas demonstrações de que Deus existe e nos fala atravéz da arte.. ;)
muitoooo bom a poesia meu amigo... estarei sempre por aqui... da uma passadinha no meu blog depois ok?
ABRAÇOS!

Clarence Santos disse...

Vlw Annezinha, comovente comentario, e Júlio, pode deixar que indo sacar teu blog agora.

Abraços!!

Dáfni Priscila disse...

Muito pelo.

Eli disse...

e pensar que quando eu te falava do teatro mágico você ficava, é... vou ver...