sábado, 7 de abril de 2012

“O intimo desconhecido meu”

Hoje a pouco havia um homem estranho em meu banheiro,
Rosto cansado, cabelos meio grisalhos,
Olhar perdido, meio triste, procurando algo lá longe onde se guardam os sonhos.
Nos encaramos por alguns segundo
Até que num meneio de cabeça sinalizei minha pergunta,
“E ai?”
E ele me devolveu a pergunta com os mesmos movimentos...
Olhei-o em seus olhos e ele fez o mesmo,
Foi quando então cansei, apaguei a luz e sai.
Enquanto saia me perguntava,
“Quem abriu aquela janela la onde ficava o espelho?”

Clarence Santos

2 comentários:

Dáfni Priscila disse...

Continua escrevendo divinamente.

Dáfni Priscila disse...

Continua escrevendo divinamente.