sexta-feira, 26 de abril de 2013

Da juventude


Tem dias que me sinto mais jovem,
Que esqueço de minha barba grande
E de meus cabelos brancos,
É a saudade batendo forte e tomando forma
De um tempo antigo que achava até idiota,
Mas que hoje, diferente, penso de outra forma,
Era livre.
Livre de certezas bobas,
De vergonha,
De verdades prontas.
E de coração aberto dançava
Brincando todos os dias,
De dar murro em ponta de faca.

Clarence Santos

sábado, 20 de abril de 2013

Numa noite de quem sonha


Ele a olhava da porta do quarto, na ponta dos pés, quase sem respirar pra não ser visto, escondido deixava apenas o olho esquerdo a mostra,
Ela na sala esperava o melhor momento para viver seu sonho, enquanto isso assistia novela e comia nutella no pote,
Ele a achava linda, mesmo vestida apenas naquela camisa enorme de quem dorme, adorava aquele descaso proposital,
Ela se encantava com esse jeito dele, discreto, tímido na verdade, mas sincero. Adorava deixa-lo sem graça, vermelho por isso, e assim resolveu,
Ela se levantou e foi ao seu encontro,
Ele correu e se jogou na cama para fingir fazer outra coisa, que não a espiar,
Ela entrou no quarto dona de si, e dele também, deitou na cama, o abraçou, deu-lhe um beijo e logo deitou a cabeça em seu peito, jogando ainda sua perna sobre ele,
Ele ao final estava com um sorriso idiota no rosto enquanto a abraçava puxando pra mais perto ainda de seu corpo,
Ela escondia o sorriso num mal fingido sono...
Adormeceram,
Na esperança de ter encontrado a perfeição naquele exato momento,
E acordaram na solidão de quem descobre que tudo não passa de um sonho,
Esqueceram que perfeição não é quando tudo dá certo, mas quando se aprende a rir com o que não dá...

Clarence Santos

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Quero ser clichê


Hoje minha poesia não tem poder,
Hoje cada palavra que escrevo é fraca,
Hoje as letras já não me servem e as notas caem da pauta...
Porque me cansei de ser autor e quero ser poesia
Porque quero ser tinta na caneta do escritor
Quero o cheiro, o toque, o abraço e o beijo
Do romance quero estar na pagina do encontro, na do cafuné e na do carinho...
Quero ser filme na cena do primeiro encontro de olhar
Na do roçar sem querer a mão caminhando, na do riso frouxo e solto,
Na do coração batendo mais forte, na da mão desenhando o rosto
Ensinando o caminho da boca... (com direito a trilha sonora e tudo)
Quero ser musica chiclete que vira tema de novela
E que gruda na mente de quem ta apaixonado...
Quero ser inspiração de autor
Magia de feiticeiro que trás amor em três dias
Boneco de Deus,
Que ganha vida numa inspiração de amor...

Clarence Santos

quinta-feira, 4 de abril de 2013

De quando a realidade vira sonho


Cansei de te dizer que não dava certo, mas você teimosa não me ouviu,
E se foi...
Eu te disse que não tava certo essa distancia,
Mas você me desdenhou,
E com a novidade de um sorriso blasé virou e se foi
Carregando não sei de onde uma esperança no peito de que tudo daria certo...
E eu fiquei só,
Só com as fotos de alguem diferente,
Diferente do alguem guardado na caixa do bolso,
Estranha ao que nos tornamos...
Na travessia inversa do que viviamos,
Onde a realidade de outrora
Se transforma e vira sonho...

Clarence Santos