sexta-feira, 26 de abril de 2013

Da juventude


Tem dias que me sinto mais jovem,
Que esqueço de minha barba grande
E de meus cabelos brancos,
É a saudade batendo forte e tomando forma
De um tempo antigo que achava até idiota,
Mas que hoje, diferente, penso de outra forma,
Era livre.
Livre de certezas bobas,
De vergonha,
De verdades prontas.
E de coração aberto dançava
Brincando todos os dias,
De dar murro em ponta de faca.

Clarence Santos

Um comentário:

Diana Cei disse...

idiota de saudades