segunda-feira, 8 de julho de 2013

A Borboleta jardineira...

Ela plantou uma semente no quintal,
A semente de uma linda poesia,
Mas inquieta que era, tentava ver a poesia nascer.
Olhava de uma lado, do outro, 
Revirava com o dedo a areia delicadamente 
Tentando ver se aquela bela poesia ja havia brotado...

"Nao menina jardineira, tenha calma
Deixe que o tempo cuide dela,
Deixe-a se incomodar, 
Rasgar a casca da semente
E s entao gritar flor bela,
Mostrar a beleza ao mundo na hora certa,
E so entao voc, 
Como uma linda borboleta
pousar sua vida na beleza dela...

E eu te acompanharei..."

Clarence Santos